Conquistando a Lagoa Azul

Recordo-me bem de uma visita que fiz a Pirenópolis, cidade histórica, fundada em 1727, por bandeirantes, durante o ciclo do ouro. Saboreei uma comidinha feita em fogão de lenha, tomei um café torrado em casa, e decidi levar a família para conhecer a Fazenda Bonsucesso, uma das mais tradicionais da região. Ali seguimos por uma trilha de 1.500 metros, com destino a seis quedas d’água de pequeno porte, percorrendo um caminho cada vez mais íngreme. Passamos por uma calçada de pedra, resquício de uma estrada oficial construída no século XVIII, e caminhamos adiante, chegando à cachoeira do açude. Depois prosseguimos passando pelas quedas do Landi, Palmito, Pedreira e Bonsucesso.

A última das cachoeiras chama-se Lagoa Azul. É a mais bonita de todas, a que recebe mais sol, ladeada com grandes pedras achatadas e lisas e vegetação exuberante. Sua profundidade chega a 5 metros, com recepção de 1,2 metro, possibilitando o banho de crianças. De suas margens, podemos ver todo o vale e parte da cidade, uma visão digna de ser guardada na memória. A água é limpíssima (e muito, muito gelada!). Enfim, estar ali é conhecer um pedaço muito bonito da criação de Deus.

Na subida, encontramos um casal com um filhinho que nos avisou: — Vocês querem chegar até a Lagoa Azul? Saibam que é difícil — afirmaram, enquanto nos olhavam com rostos que diziam “esse índio gordinho e essas mulheres e crianças nunca chegarão ao topo!”. Ao pé da Lagoa deparamo-nos com uma placa com os dizeres: “Subida desaconselhável para pessoas sem preparo físico”. “Um aviso pra mim”, pensei. Mas prosseguimos. O importante é que, depois de vários minutos e diversos clamores por misericórdia, chegamos lá!

A realização compensou o esforço. Percebi que a beleza das cachoeiras é proporcional à dificuldade para alcançá-las. Olhando tudo aquilo, pensei que a vida cristã é assim, feita de muitos desafios, de pessoas que nos encontram com a “tarefa santa” de nos desanimar (não vai dar não, é melhor desistir porque a coisa é difícil), de tocos, pedras e subidas íngremes. Também considerei que devemos ser perseverantes. Quando conquistamos as alturas, vemos o melhor de Deus. As alturas espirituais são conquistadas quando nos rebaixamos sob a mão do Senhor, e clamamos por força e misericórdia. Quando assumimos as trilhas que Deus traçou para nós e nos dispomos a prosseguir com confiança, Deus nos visita com poder, nos capacita para a caminhada, e transforma ineptos em escaladores, gansos em águias, derrotados em vitoriosos.

Rev. Misael. Publicado no Boletim 018.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.