Doce, amargo e forte

A mídia insiste em descrever o amor como algo doce, suave e confortável. Isso é parcialmente verdadeiro. Ainda que o romantismo como movimento artístico, político e filosófico, tenha surgido somente a partir do século 18, já encontramos declarações românticas na Palavra de Deus: “Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, pois desfaleço de amor” (Cânticos 2.5).

O amor, porém, não é apenas doce, mas, também, amargo. O amor bíblico mantém-se além das boas sensações, a fim de confirmar a aliança. Aliás, eis o distintivo do amor verdadeiro, a aliança. É amor para o riso e para as lágrimas, para a alegria e para a dor, capaz de autonegação e sofrimento. Amor doce como chocolate que exige, às vezes, que provemos amarguras semelhantes às do jiló.

Mas não apenas isso. O amor verdadeiro, além de doce e amargo, é forte. Orientado por Deus, atrai e firma, motiva e convence, desafia e fortalece. É o amor que convoca para a luta, que “tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1Coríntios 13.7). Nesse sentido, há vários pontos de identificação do amor com a fé, até porque Jesus personifica esse amor. Encontramos nele doçura, dureza e força. Ele nos recebe carinhosamente, exige de nós sacrifícios que, à primeira vista, parecem amargos e paga o preço para obter-nos, sacrificando sua própria vida na cruz. “Meu Deus, que amor! És sempre e todo amor!” (Hino 88 do Hinário Novo Cântico).

A cultura vigente preconiza o romantismo erótico fora do casamento, um “amor” apenas doce, mas que não se sujeita às amarguras e demandas de força da aliança; promiscuidade travestida de sensibilidade afetiva, algo muito diferente do amor bíblico.

Amor apenas doce é devaneio desmiolado; amor indisposto ao enfrentamento das amarguras é mero sentimento oco; amor que não se submete à aliança é fraco, não resiste aos trancos da existência. Precisamos do amor verdadeiro, do amor da aliança. As imitações não glorificam a Deus nem satisfazem aos profundos anseios de nossas almas.

Pastoral publicada no Boletim 89, de 11/09/2011. Rev. Misael.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.