Expiação limitada

Se existe uma parte mais difícil de engolir no banquete dos Cânones de Dort, ou no seu resumo — o TULIP —, essa parte é a chamada expiação limitada. No acróstico reformado, é o terceiro ponto:

Total depravity | Depravação total

Unconditional election | Eleição incondicional

Limited atonement | Expiação limitada

Irresistible grace | Graça irresistível

Perseverance of saints | Perseverança dos santos

O ponto é difícil de aceitar, porque a mensagem comumente ensinada nas igrejas evangélicas é a de que Jesus morreu por todos. Mas os teólogos de Dort nos lembram que o plano de Deus é diferente:

Pois este foi o soberano conselho, a vontade graciosa e o propósito de Deus o Pai, que a eficácia vivificante e salvífica da preciosíssima morte de seu Filho fosse estendida a todos os eleitos. Daria somente a eles a justificação pela fé e por conseguinte os traria infalivelmente à salvação. Isto quer dizer que foi da vontade de Deus que Cristo por meio do sangue na cruz (pelo qual ele confirmou a nova aliança) redimisse efetivamente de todos os povos, tribos, línguas e nações, todos aqueles e somente aqueles que foram escolhidos desde a eternidade para serem salvos, e lhe foram dados pelo Pai.

Deus quis que Cristo lhes desse a fé, que ele mesmo lhes conquistou com sua morte, junto com outros dons salvíficos do Espírito Santo. Deus quis também que Cristo os purificasse de todos os pecados por meio do seu sangue, tanto do pecado original como dos pecados atuais, que foram cometidos antes e depois de receberem a fé. E que Cristo os guardasse fielmente até ao fim e finalmente os fizesse comparecer perante o próprio Pai em glória, “sem mácula, nem ruga” (Ef 5.27). [Cânones de Dort, 2.8].

A mensagem de que Jesus morreu por todos parece mais misericordiosa, mas traz um grave problema. Se a cruz cumpriu aquilo que a Bíblia diz que ela cumpriu — expiação (Hb 10.14), reconciliação (2Co 5.19), aquisição (Ap 5.9), substituição (1Pe 3.18) — então Deus teria falhado terrivelmente com aqueles que receberam o benefício da morte de Cristo e foram condenados ao inferno. O fato é que a obra de Jesus é perfeita. Por isso os beneficiados por sua morte experimentarão as consequências salvíficas do plano de Deus.

Isso é confortador: o que Jesus fez na cruz cumprirá plenamente o seu propósito. O sangue na cruz não foi derramado em vão. Se você crê em Cristo para a salvação, os benefícios da morte de Jesus são seus. A todos os que se angustiam com as lutas da vida, a morte de Jesus deveria ressoar como a profunda mensagem do compromisso do Pai: “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, […] não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?” (Rm 8.32). Do ponto de vista político (neste mês de eleição), os beneficiados pelo sangue derramado na cruz não precisam andar ansiosos pela vitória ou derrota de determinado candidato. A redenção de Jesus assegura que nenhuma pessoa ou poder podem nos separar do amor de Cristo (Rm 8.35-39).

Pr. Allen.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.