Novos crimes, antigas posturas (2)

Na última semana, começamos a pensar sobre a decisão do STF que equipara a “homofobia” ao crime de racismo. Vimos que isso certamente traz implicações sociais mais amplas, e, muito provavelmente, trará desafios especiais aos cristãos. Por isso, começamos a esboçar alguns princípios que podem nos ajudar diante desse quadro cultural.

Inicialmente, vimos que a verdade bíblica sobre o homem nos faz agir para com cada indivíduo demonstrando respeito e reconhecendo o seu valor intrínseco. Agir com preconceito e desprezo é uma ofensa ao próprio Deus.

Também vimos que o termo “homofobia” é prejudicial para o debate público, pois nos encerra em uma narrativa que não condiz com a realidade, e assim cria armadilhas para quem deseja discutir o modo de lidar com LGBTI.

E assim podemos continuar:

  1. Rejeitamos a pressão secularista e dualista que a agenda LGBTI nos impõe. Agilizados pelo julgamento do STF, os senadores que trabalham na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovaram, no dia 23 de maio, um projeto de lei que criminaliza a homofobia. Isso significa que a pressão do STF terá cumprido o seu efeito, e logo teremos uma lei estabelecida nessa direção. Curiosamente, o projeto tenta salvaguardar a liberdade religiosa protegendo os templos. Então o argumento se apresenta da seguinte maneira: dentro do templo, você é livre para afirmar os princípios da sua religião; fora do templo, falar contra a homossexualidade é crime de “homofobia”.

O problema dessa percepção é que ela nos impõe um tipo de fragmentação interna que é tanto impossível quanto perigosa. Se somos cristãos bíblicos, a nossa fé e relacionamento com Deus está no centro de nossa identidade. Ela não pode ser guardada em uma caixa que só será acionada quando estivermos “dentro do templo”. O evangelho nos apresenta um Deus soberano sobre todas as esferas da vida, que nos convida a fazer tudo para a Sua glória (1Co 10.31). Dentro do templo e na fila do pão, na reunião de oração e na reunião do condomínio, na escola dominical e no trabalho da segunda somos inteiramente do Senhor, e carregaremos conosco a nossa fé e visão de mundo.

Esse é o credo secularista: você tem liberdade para crer, desde que a sua fé fique trancafiada no templo religioso ou na sua vida privada. Ironicamente, o secularista não guarda a sua fé na vida privada, ele deseja que ela afete todas as áreas da vida e controle o espaço público.

(continua…)

Rev. Allen

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.